Para que serve o tratamento de canal de dente

para-que-serve-o-tratamento-de-canal-de-dente

Quando eu sei que estou precisando de um tratamento de canal de dente

Às vezes você sente uma dor aguda na boca? Talvez você precise de um tratamento de canal de dente


O que é e como faz um tratamento de canal?

Quando o assunto é dentista a grande maioria das pessoas sentem medo, é normal. Mas quando falamos de tratamento de canal de dente esse medo fica ainda maior. E o melhor jeito de perder esse medo é entendendo e aprendendo mais sobre o assunto. O tratamento de canal de dente, que é conhecido também como endodontia é um procedimento onde é feito um tratamento na parte interna do dente. De forma básica, ele consiste na retirada do tecido pulpar e posterior vedação de canal. Mas para que você entenda como é feito, vamos dividir em etapas:

  • Quando é feito?
  • Quais instrumentos são usados?
  • Retirada da polpa
  • Verificação para ver se tudo foi eliminado
  • Etapa final do tratamento

Quando é feito?

O tratamento de canal de dente normalmente é feito quando há uma infecção na polpa ou em casos piores a mesma já está morta. A polpa é um tecido que gera a dentina, a função dessa matéria é formar a maior parte do dente. Uma cárie profunda, um trinco ou ruptura nos dentes, pode infeccionar a polpa, pois permite a entrada de bactérias.

Quais instrumentos são usados?

Normalmente o cirurgião-dentista usa instrumentos mais tradicionais, como a broca e a lima para realizar o procedimento de tratamento de canal de dente.

Retirada da polpa

Utilizando a broca, o dentista abre um buraco no dente para ter acesso a polpa. Mas para não passar do ponto ele irá tirar várias radiografias para ir se guiando e não machucar o paciente atingindo a gengiva, por exemplo. Já com a lima ele retira a polpa.  Em seguida, Toda a cavidade que é tomada por ela e os canais onde há passagem de vasos sanguíneos que a nutrem são raspados e desinfetados. Se retirar toda a polpa, o dente não consegue crescer. Então no caso de crianças os dentistas evitam retirar toda a polpa, fazendo um trabalho mais complexo tirando só a parte infectada.

Verificação para ver se tudo foi eliminado

Para ver se realmente tudo foi eliminado, é tirada outras radiografias. Por que, se restar mesmo que um tecido infectado, as bactérias de forma rápida vão se multiplicar e recomeçar a infecção. Mas se tudo estiver ok, o canal que foi feito uma abertura é preenchida com cimento odontológico – Muitas das vezes esse material é composto por hidróxido de cálcio.

Etapa final do tratamento

E finalmente na etapa final do tratamento de canal de dente, é tampado a abertura na coroa, essa é a parte externa do dente. A coroa e fechada com resina. Após o tratamento, e capaz que o dente perca a sensibilidade, porque era a polpa que abrigava os nervos. Mesmo assim, o paciente pode vir a sentir leves movimentos no local, até porque a área que está em volta das raízes não é afetada.

Dor de dente necessariamente precisa de canal?

Claro que não, a diversas coisas que podem causar dor de dente. Às vezes uma cárie pode dar dor de dente, ou então a sensibilidade do dente referente a exposição da raiz ou até mesmo dores causadas pela gengiva. O único jeito de descobrir isso é passando por uma consulta profissional e assim você irá saber se precisa de um tratamento de canal de dente ou não.

 

Pode ser preciso fazer um novo tratamento de canal?

Quando é feito um tratamento de canal de dente, o normal é que ele esteja totalmente curado e não precise mais mexer nele. Aliás, o tratamento de canal de dente é um dos procedimentos com mais taxas de sucesso na odontologia. Mas sempre existem casos raros. No tratamento de canal de dente, é eliminado o nervo do dente, e o material que é colocado para vedar o dente pode sofrer contaminação e ela pode chegar até o ápice da raiz. Quando essas coisas acontecem, gera pus na região, o que pode ajudar no aparecimento de novas bactérias. Se isso acontecer, para eliminar as bactérias é refazendo o tratamento.

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

AS ÚLTIMAS NOTICIAS