Sangramento na gengiva: Como tratar?

sangramento-gengiva-cuidados

Sangramento na gengiva: Como tratar?


Quais são as causas?
Ao contrário do que muitos podem pensar, o sangramento na gengiva nem sempre está exclusivamente ligado a uma limpeza bucal ruim, mas também pode ser um expressivo indicador de outras doenças mais sérias, por isso requer atenção e tratamento.Entre as possíveis causas do sangramento na gengiva, estão:

  • Leucemia;
  • Infecções dentárias;
  • Escorbuto (déficit de vitamina C);
  • Escovação ou uso do fio dental inadequados;
  • Desordens hormonais causadas pela gravidez;
  • Uso incorreto de dentaduras;
  • Falta de potássio (vitamina K);
  • Remédios afinadores de sangue;
  • Púrpura trombocitopênica idiopática;
  • Gengivite e outras inflamações bucais;

Dentre as causas mais comuns dos sangramentos na gengiva está a gengivite, que ocupa primeiro lugar no ranking das causas mais comuns para o problema e pode evoluir para inflamações mais sérias e complicadas de tratar se não receber devida atenção.

A gengivite

A higienização dentária, quando feita de maneira inadequada e desleixada, pode levar ao acúmulo de biofilme (popularmente conhecido como placa bacteriana). A placa forma uma fina camada e deposita-se na superfície dos dentes e nos espaços ao redor dos dentes (sulco gengival), causando o sangramento da gengiva.

Se a falta de atenção na limpeza continuar, a condição de gengivite pode ser agravada para periodontite.Por conta de substâncias presentes na saliva que se juntam com a placa bacteriana, levando ao tártaro ou cálculo gengival. O acúmulo de tártaro nos sulcos gengivais compromete os tecidos dentários que promovem sustentação podendo causar perda dos dentes em decorrência da reabsorção óssea.

A principal causa da gengivite é a falta de limpeza dentária, porém pode estar associada, também, ao tabagismo,herpes labial, cáries, baixa produção de saliva, epilepsia, alguns tipos de medicamentos, exposição a alguns tipos de metais pesados, genética, desordens hormonais (acometendo, principalmente, mulheres), diabetes, reações alérgicas, hipovitaminoses, aids, entre outros transtornos de saúde.Por apontar para diversos outros problemas, sangramento na gengiva merece atenção especial. Fique atento na recorrência desse problema e converse com seu médico para outras orientações.

Sintomas

Inicialmente, a gengivite é acompanhada de sangramento espontâneo e ou durante a escovação e alimentação, dores e incômodos na região ao redor dos dentes, vermelhidão nas áreas afetadas. Pode ocorrer, também, alterações no paladar e mau hálito, principalmente quando a doença progrediu para a periodontite.

Sangramento nas gengivas: Como tratar?

De forma geral, o sangramento nas gengivas é tratado a partir de uma melhor higienização dentária, utilizando fio dental e produtos específicos, como enxaguante bucal, para ajudar a combater a placa bacteriana. A escovação deve ser feita de forma eficaz porém não muito vigorosa pois se for feita de maneira muito forte pode agravar o sangramento, o inchaço e as dores no local.

Outras opções de como tratar o sangramento na gengiva, para alguns casos, é a realização de raspagem e limpeza profissional, para remoção mais efetiva da placa bacteriana. No procedimento de raspagem, o profissional dentista conta com o auxílio de instrumentos de limpeza e sais de limpeza. A raspagem é seguida de polimento para tratar as áreas pontuais de infecção e alisamento na raiz do dente (ou dentes) afetado.Caso necessário, a indicação de procedimentos posteriores pode ser feita se os tratamentos não surtirem efeito esperado.

Procurando Ajuda

Se os sintomas persistirem, é imprescindível buscar ajuda médica para avaliação do problema e diagnóstico preciso e individual. Os profissionais da área da saúde dental são os mais indicados para auxiliar no tratamento do sangramento das gengivas, realização de limpeza e avaliação para diagnóstico correto. Não deixe de cuidar da saúde da sua boca, a Planos Dental reúne os melhores profissionais da área e os melhores tratamentos personalizados para você.

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

AS ÚLTIMAS NOTICIAS